Como encontrar o empréstimo mais vantajoso

Por

30 / 7 / 2014

O MoneyGuru mostrou aqui quando o empréstimo pessoal pode valer a pena. Se você já tem certeza de que esta é a melhor opção para deixar suas contas em dia, entenda quais itens deve levar em consideração na hora de pedir o crédito. E não esqueça: negocie primeiro com o banco onde já possui conta-corrente, mas não deixe de pesquisar as condições oferecidas por outras instituições. Assim você tomará a melhor decisão!

 

1. Seu perfil
Para contratar crédito pessoal em um banco, é necessário ter mais de 18 anos e uma conta-corrente ativa. Após a solicitação, seu histórico será analisado. Em caso de aprovação, as parcelas do empréstimo serão debitadas em sua conta – lembrando que o valor do empréstimo pessoal não pode ultrapassar um percentual da renda do cliente, definido por cada instituição. Em tempo: se você assinou contrato com uma financeira (alternativa para quem não conseguiu empréstimo do banco ou está negativado e/ou com o nome sujo), além da maioridade, terá de comprovar renda por meio de holerite, contracheque, declaração de imposto de renda ou extrato bancário.

 

2. Taxa de juros
Detalhe que faz toda a diferença, afinal, será cobrada sobre o saldo devedor do seu empréstimo. Os juros são um dos principais componentes do Custo Efetivo Total (CET), que é a soma de todos os encargos e despesas contidas neste tipo de operação. O MoneyGuru fez um levantamento do juro cobrado para empréstimos pessoais pelos principais bancos do país (com base na tabela do Banco Central referente à semana de 17 a 24 de junho de 2014):

INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Taxa de juros
mensal (%)
Taxa de juros
anual (%)
Caixa Econômica Federal 3,54 51,89
Banco do Brasil 3,86 57,45
Santander 4,45 68,59
Itaú 4,61 71,75
Bradesco 5,78 96,35


3. Bancos públicos x privados
No momento de ajustar o empréstimo ao seu orçamento, leve em conta onde vai fechar o negócio. Existe uma diferença entre os juros cobrados pelos bancos públicos e privados. Como mostra a tabela acima, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil têm as taxas mais atraentes.

 

4.  Valor do CETtooltip.png
Inclui a tarifa para abertura de crédito e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Pergunte qual o valor praticado e faça uma comparação com outros bancos. Se encontrar uma condição melhor, fica até mais fácil negociar um desconto com seu gerente.