Onde encontrar o melhor
seguro viagem?

Por

06 / 4 / 2016

Muitos brasileiros trabalham o ano inteiro esperando os tão aguardados trinta dias de descanso. Quando chegam as férias, também chega a hora de organizar tudo. Começamos comparando e comprando as passagens de ida e volta. Depois vamos pensando no que levar e organizamos nossas malas. Logo em seguida vem a procura de um lugar para se hospedar e, quando menos esperamos, lá estamos fazendo aquela listinha de pontos turísticos para visitar.

São tantos detalhes para pensar que ninguém quer ter nenhum problema inesperado, muito menos aquela dor de cabeça para resolvê-los. É para isso que serve o chamado seguro viagem, uma cobertura para eventuais acidentes imprevistos.

Na falta de um seguro ou de uma cobertura razoável os gastos podem até ultrapassar o valor total gasto na viagem. E se o ideal era economizar, seus planos podem não funcionar.

Se já está de viagem marcada, mas ainda não encontrou um seguro para seu perfil de viajante, o MoneyGuru te dá duas dicas de onde encontrar o melhor seguro viagem.

SETA.png Quando fazer um seguro viagem?

Embora importante, nem sempre as pessoas se preocupam com o seguro de viagem. Você deve ficar atento, pois existem lugares onde o seguro é obrigatório, como em alguns países da Europa.

Você deve ter em mente que seu destino diz muito sobre as preocupações que devem ser levadas em conta. É essa informação que vai dizer o tipo de cobertura que vai precisar.

Os planos básicos costumam oferecer assistência médica, reembolso e auxílio rastreamento de extravio de bagagem e repatriação funerária. No entanto, outros mais completos podem fornecer assistência jurídica, medicamentos, cancelamento de viagem, seguro para atividades e esportes perigosos, entre outros. Por isso é importante comparar os seguros oferecidos pelas empresas de cartão de crédito, agências de viagem e os comprados separadamente. 

SETA.png Cartões de Credito com seguro de viagem

Alguns cartões de crédito oferecem uma cobertura a acidentes que vem embutida ao realizar a compra das passagens pelo cartão, sem cobrança adicional. Essa cobertura não possui cobrança adicional, no entanto deve-se ficar atento para o caso dela ser baixa ou insuficiente para seu perfil ou destino.

Confira alguns exemplos de seguro viagem oferecidos pelo cartão de crédito

• Visa Platinum - cobertura médica de 25 mil dólares ou 30 mil euros e de 500 mil para acidentes.

• Visa Classic e Gold – 500 mil para acidentes e não tem cobertura para gastos médicos.

• Mastercard Platinum – Cobertura médica de 25 mil dólares ou 30 mil euros.

• Mastercard Standard – 250 mil para acidentes e não tem cobertura para gastos médicos.

SETA.png Contratar seguro de viagem online

Além das seguradoras físicas, também é possível contratar seu seguro viagem pela internet, e essa opção pode ser uma das mais baratas, com diárias de menos de R$10. Porém a melhor opção sempre será pesquisar e comparar todos os aspectos de um seguro que seja adequado para a sua viagem. Só dessa forma você ficará mais tranquilo e preparado para imprevistos.

Confira abaixo uma listinha com algumas das seguradoras online.

• Atlas Travel – seguro de viagens para cidadãos de qualquer lugar do mundo. É o seguro ideal para quem vai estudar e conhecer cidades, além de ter preços bem razoáveis.

• Mondial Assistence / Allianz – é um site personalizado para brasileiros, segue a mesma linha da Atlas Travel.

• Word Nomads Seguro de Viagens – Ideal para mochileiros, pois cobre diferentes atividades de esportes radicais. O plano mais básico já possui cobertura para várias atividades de risco.

• Real Seguro Viagem – Considerado por muitos mochileiros como uma ferramenta fácil para achar seguros baratos.

• Vital Card – Com R$77 é possível encontrar uma cobertura básica de 10 mil dólares, para um viajante de 25 anos com destino ao Canadá.

• Travel Ace – Com R$413 você consegue uma cobertura médica mais completa no valor de 1 milhão de reais, também para o Canadá. 

SETA.png Dica MoneyGuru:

Antes de comprar seu seguro viagem, é essencial que você confira se essa seguradora possui a aprovação da SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), órgão regulador e fiscalizador do mercado de seguros brasileiro, para comercializar determinada apólice. A consulta pode ser feita pelo site da entidade. Lembre-se também deve verificar em sites como o ReclameAqui a opinião de outros consumidores sobre os serviços e o atendimento oferecidos pela empresa.