Principais cuidados com a
saúde bucal

Por

12 / 4 / 2016

Desde criança aprendemos, seja pelos nossos pais ou dentistas, que os cuidados com a saúde da boca devem ser constantes. Fazer a escovação após as refeições, usar o fio dental corretamente e visitar o dentista a cada seis meses são as principais práticas que aprendemos e que garantem um sorriso saudável.

Porém, pesquisa recente feita em 2015 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que esses cuidados não são unanimidade entre os brasileiros. Entre as mulheres, pouco mais que a metade, 57%, fazem o uso desses cuidados. Já os homens usam ainda menos, apenas 48% preocupam-se com um sorriso saudável.

Essa falta de cuidados pode trazer problemas na dentição permanentemente na idade adulta, como cáries e tártaro. Além disso, uma boca saudável e uma dentição completa são fatores de socialização e têm peso até na hora de conseguir um emprego ou ser aprovado em concurso público.
 

SETA.png Perda total dos dentes

O IBGE revelou um dado alarmante em sua pesquisa. Aproximadamente 16 milhões de brasileiros já não tem mais nenhum dente, o que representa cerca de 11% da população. Mais da metade dos entrevistados, cerca de 55%, não visitou o dentista no período de um ano e quase a metade declarou trocar a escova de dentes a cada três meses, prazo recomendado por profissionais de saúde bucal. 

A população mais idosa é a que apresenta maior incidência entre os que não possuem mais nenhum dente, ou dentição com menos de 20 dentes, totalizando 80% dos indivíduos.
 

SETA.png Doenças e problemas dentários

Além da cárie, que pode levar à perda dos dentes e causar dores e incômodos, a falta de higiene bucal regular pode acarretar uma série de outras doenças não normalmente associadas à falta de escovação e uso de fio dental. Por abrigar centenas de tipos de bactérias, a boca pode ser o foco de infecções e até de doenças pulmonares, que, em alguns casos, pode até causar a morte do paciente. 

Há pesquisas que comprovam, inclusive, que a má higiene bucal pode causar AVC – Acidente Vascular Cerebral – caso as bactérias oriundas da boca entrem na corrente sanguínea e se depositem em vasos no coração.

Existem, ainda, outras graves doenças que podem ser causadas pela má higiene oral. Entre as mais perigosas estão o câncer de boca e o de garganta, além de aumentar em até 56% o risco de se desenvolver HPV, o vírus do papiloma humano, que pode dar origem a verrugas e ser uma espécie de pré-indicador potencial de câncer.
 

SETA.png Alimentação saudável = saúde bucal

A higiene tem papel preponderante para garantir que a saúde dos dentes esteja sempre em ordem, evitando cárie, mau hálito, doenças periodontais, gengivites e outras doenças relacionadas. No entanto, existe ainda outro importante aliado para um sorriso bonito e boca saudável: a alimentação balanceada.

A ingestão de nutrientes garante a saúde bucal, já que vitaminas e minerais como a vitamina C são responsáveis, por exemplo, por manter a saúde das gengivas. Outra indicação dos profissionais de saúde bucal é ingerir alimentos ricos em fibras, que exercem papel autolimpante para os dentes, minimizando o acúmulo de resíduos que podem dar origem à formação de placa bacteriana e cáries.
 

SETA.png Seguro odontológico também auxilia

Claro que problemas bucais podem ter origens variadas, não estando ligados apenas à falta de higiene ou maus hábitos alimentares. Existe sempre o risco de emergências que podem levar à perda de dentes ou lesões graves na arcada dentária. É nesse sentido que contratar seguro odontológico pode ser uma ótima solução e dar tranquilidade num momento difícil.

Ter a certeza de contar com cobertura completa em casos de acidentes automobilísticos ou mesmo domésticos que levam a perder dentes ou lesionar a boca com gravidade pode poupar despesas extras geradas por acontecimentos inesperados. 

Nosso sorriso é o melhor cartão de visitas, e mantê-lo saudável, bonito e perfeito deve ser sempre uma prioridade. Entre para o time dos que sorriem felizes e tranquilos, faça já seu seguro odontológico.